Weby shortcut
face

XVIII - SIMPÓSIO DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO: Apresentaçao- Objetivos

Atualizado em 29/07/16 10:40.

 

XVIII SIMPÓSIO DE ESTUDOS E PESQUISAS DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO - FORMAÇÃO, CULTURA E SUBJETIVIDADE

 Data do Simpósio: 19 a 22 de agosto de 2009

Coordenadora do Projeto: Edna Mendonça Oliveira de Queiroz

Instituição Promotora: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás

 

 APRESENTAÇÃO

 

A Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás tem se consolidado como uma instituição de referência na formação de professores e pesquisadores na Região Centro-Oeste. Criada em 1962, a FE/UFG conta atualmente com os cursos de graduação de Pedagogia[1] e Psicologia, este último oferecido a partir do ano de 2006. É também responsável por várias disciplinas em outros cursos da UFG, entre elas as disciplinas pedagógicas nas licenciaturas, além de outras em cursos de bacharelado.

O Simpósio de Estudos e Pesquisas consiste em um dos eventos desenvolvidos pela Faculdade de Educação com o objetivo de possibilitar a socialização da produção acadêmica da instituição e o intercâmbio de pesquisadores da área. Esse evento teve inicio em 1991, quando foi realizada a primeira Semana da Faculdade de Educação da UFG, com o objetivo de promover espaços de discussões, debates e trocas de experiências de temáticas ligadas à educação.

O evento promovido pela FE/UFG ocorreu anualmente até o ano de 2000, quando foi transformado em Simpósio de Estudos e Pesquisas. A partir de ininterruptas edições anuais, o Simpósio, antes limitado ao município de Goiânia, ganhou dimensão regional e hoje se constitui um evento de âmbito nacional. Nessa edição o Simpósio contará com a presença de conferencistas reconhecidos dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Distrito Federal e outras regiões do Brasil. Da mesma forma há participação garantida de pesquisadores e estudantes dos outros estados da Região Centro-Oeste, Norte, Nordeste, Sudeste e Sul.

A média de participantes amplia-se a cada evento. Nos três últimos anos foi de 1300 inscritos. O público é composto por pesquisadores, alunos de graduação e pós-graduação, profissionais das redes municipais, estaduais e privadas, docentes de Instituições de Ensino Superior públicas e privadas, entre outros.

A partir do ano de 2006, com a implantação do curso de graduação em Psicologia na FE/UFG, o Simpósio ganhou uma maior dimensão abarcando debates referentes à psicologia. Deste modo, o Simpósio consolida-se como um espaço efetivo e abrangente de apresentação e discussão de estudos e pesquisas na área das Ciências Humanas e Sociais.

A XVIII edição do Simpósio de Estudos e Pesquisas da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás procura dar seqüência aos eventos anteriores, tendo como principal referência a divulgação, integração e discussão da produção acadêmica na área de educação e psicologia. Dessa forma, entre os dias 19 a 22 de agosto de 2009 a FE/UFG promoverá o XVIII Simpósio de Estudos e Pesquisas.

O XVIII Simpósio da FE/UFG propõe para reflexão e debate o tema Formação, cultura e subjetividade. Trata-se de discutir os processos formativos constitutivos do sujeito no âmbito das mudanças que marcam a sociedade atual, impulsionadas pelas novas configurações da sociedade do capital, consubstanciadas pelas transformações no campo da ciência e da tecnologia, expressando formas de compreensão diferenciadas no campo das ciências humanas e sociais.

Na perspectiva de compreender o homem como sujeito que produz sua vida na relação com os outros homens produzindo cultura, entende-se que os processos mediadores originados nas determinações sociais, promovem a internalização dos modos de pensar e de agir, valendo-se dos valores, normas e regras consolidados pela cultura. Assim, a constituição do humano implica entendê-lo sempre como referente ao outro, em um processo permanente e contraditório de objetivação na realidade em que vive, configurando as relações de reciprocidade como fundamento da sociabilidade humana.

Esses processos são históricos, transformam-se e são transformados, conformam-se mediante arranjos e rearranjos que constituem e se implicam reciprocamente. Isso faz com que sejam possíveis novos arranjos na articulação desses processos na constituição dos sujeitos. Esse tem sido um objeto caro às ciências humanas e sociais que se debruçam sobre essas transformações para apreendê-las em suas implicações sociais, subjetivas, históricas, culturais, políticas e educacionais.

Assim, propõe-se neste simpósio a discussão das relações entre formação, cultura e subjetividade como expressão de um complexo conjunto de mediações implicadas no campo da educação e da psicologia. Para tanto, pretende-se tematizar as tensões e contradições constitutivas e constituintes  dessas relações, objetivando apreender a emergência dos processos que têm produzido a subordinação do sujeito aos padrões culturais hegemônicos e as possibilidades de uma formação crítica aos processos sociais vigentes.

 

2 OBJETIVOS 

 

ü  Provocar discussões e analisar as relações entre formação, cultura e subjetividade;  

ü  Debater e refletir, com docentes e discentes da graduação e pós-graduação da área das Ciências Humanas e Sociais e profissionais da educação básica, as transformações em curso na sociedade contemporânea; 

ü  Possibilitar o intercâmbio entre pesquisadores e a problematização de questões teóricas, epistemológicas, metodológicas e práticas que promovam uma reflexão dos fenômenos e processos formativos históricos e socialmente construídos. 

 

 

 

Comissão do XVII Simpósio de Estudos e Pesquisas da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás. 

 

[1]           Desde fevereiro de 2007, a FE/UFG vem oferecendo duas turmas do curso de Pedagogia em Convênio com o PRONERA/MEC e a Via Campesina,

 

Listar Todas Voltar